27 Maio 2019, Sobral, CE

Relatividade Geral Passado Presente e Futuro

O evento começa em:
  • dias

  • horas

  • minutos

  • segundos

SOBRE

UM POUCO SOBRE O EVENTO

Neste evento, 11 palestrantes abordarão algumas questões básicas levantadas pela Relatividade Geral, que serão desenvolvidas e aprofundadas por cada apresentador até que se chegue às suas respectivas pesquisas atuais e futuras, envolvendo tópicos como objetos compactos, ondas gravitacionais, teorias alternativas e cosmologia. As palestras serão de meia hora, com mais 10 minutos para perguntas, e serão voltadas para o estudante de física nos últimos anos de graduação e da pós-graduação, como também para especialistas. Assim o ouvinte terá uma boa noção da pesquisa atual realizada por brasileiros em Relatividade Geral e temas afim. Ao final da tarde, após uma pausa de meia hora, haverá uma mesa redonda de duas horas de duração, onde cinco perguntas formuladas pelos alunos inscritos serão discutidas em debate entre os palestrantes e a plateia. Estas perguntas serão coletadas no ato da inscrição dos participantes, e selecionadas previamente pelo conjunto de palestrantes
-->
PROGRAMAÇÃO

PROGRAMAÇÃO

27 Maio, 2019

08 : 00

CREDENCIAMENTO

Início do credenciamento

08 : 20 ~ 09 : 00

Einstein e o Universo dinâmico

Com a comprovação da expansão do Universo, consequência natural de sua nova Teoria da Relatividade Geral (TRG), Einstein logo percebeu que deveria existir, no passado remoto destes modelos, um momento onde todas as quantidades físicas divergiriam, indicando o limite de aplicabilidade de sua própria teoria e o surgimento de uma nova física. Neste seminário, descreverei algumas propostas de extensões da TRG aplicáveis a esta situação extrema e suas consequências.

Por Nelson Pinto Neto

09 : 00 ~ 09 : 40

A primeira imagem de um buraco negro: teoria e observação

No dia 10 de abril foi apresentada a primeira imagem do horizonte de um buraco negro, localizado a 55 milhões de anos luz da Terra, no centro da galáxia M87,. A imagem, obtida pelo "Event Horizon Telescope", representa a evidência mais forte até hoje da existência de buracos negros supermassivos. Nesta palestra apresentarei resumidamente as ideias principais detrás de tal imagem, tanto do ponto de vista observacional quanto do teórico, e colocarei em perspectiva a sua importância, e sua relação com a observação do eclipse de 1919.

Por Santiago Esteban Perez Bergliaffa

10 : 20 ~ 11 : 00

50 anos de relatividade no IAG-USP e no OCA-Nice

Apresentarei uma retrospectiva das pesquisas em relatividade feitas durante minha permanência no IAG-USP e no Observatório da Côte d’Azur, destacando principalmente a física dos buracos negros e as ondas gravitacionais. Farei um breve relato da missão do IAG objetivando medir o efeito Einstein durante o eclipse de 1966 em Bagé (RGS)

Por José Freitas Pacheco

11 : 00 ~ 11 : 40

Astronomia das Ondas Gravitacionais: o amanhecer de uma nova ciência

Ondas gravitacionais são ondulações do espaço-tempo que viajam à velocidade da luz e trazem importantes informações sobre as fontes que causaram essa emissão. A detecção direta das ondas gravitacionais marcou um momento histórico na física e astronomia, essa observação confirmou uma predição da teoria da relatividade geral de Einstein e deu início a um novo campo de pesquisa, a astronomia das ondas gravitacional.

Por Riccardo Sturani

11 : 40 ~ 12 : 20

Lentes Gravitacionais: de Sobral aos tempos atuais

Cem anos depois da medida da deflexão da luz pelo Sol em Sobral, as lentes gravitacionais se transformaram de uma curiosa consequência da Teoria da Relatividade Geral em uma ferramenta fundamental para a astrofísica e a cosmologia. Hoje observamos os efeitos de lente gravitacional em uma grande amplitude de escalas - desde planetas na nossa galáxia até as maiores distâncias observadas no Universo - e intensidades - desde uma fraca distorção na forma de galáxias distantes até os efeitos fortes que levam a arcos gravitacionais, imagens múltiplas e grandes magnificações. Faremos uma breve revisão sobre esse tema, concentrando-nos no chamado efeito forte de lente e suas aplicações, tais como: determinar a distribuição de massa (incluindo a matéria escura) nas lentes, estudar fontes distantes e obter limites nos parâmetros cosmológicos e em teorias alternativas da gravitação. Mencionaremos alguns resultados recentes na área, desde a busca desses sistemas em imagens reais até suas aplicações para o estudo do Universo

Por Martin Makler

12 : 20 ~ 14 : 30

ALMOÇO

14 : 30 ~ 15 : 10

O diagrama de Hubble de supernovas e quasares e a expansão acelerada do universo

A construção do diagrama de Hubble para Supernovas tipo Ia foi fundamental para estabelecer o fenômeno "energia escura". Nesta palestra, além de realizar uma revisão destes resultados, estudaremos o diagrama de Hubble sob a perspectiva de uma análise que não assume, desde o princípio, algum modelo cosmológico específico. A ideia principal é obter uma inferência positiva sob a expansão acelerada do universo de amostras do diagrama de Hubble. Resultados de recentes amostras de Supernovas tipo Ia serão apresentados [Velten et al Phys. Rev. D 97, 083516 (2018) ]. Em seguida, analisaremos o diagrama de Hubble de uma amostra de quasares, publicada recentemente em [Risaliti & Lusso, Nat. Astronon. 3 (2019) 272], que apresenta uma certa tensão com o modelo cosmológico padrão.

Por Hermano Endlich Schneider Velten

15 : 10 ~ 15 : 50

Gravitação semi-clássica: em busca de pistas do que há além da Relatividade Geral

sem resumo...

Por Daniel Augusto Turolla Vanzella

15 : 50 ~ 16 : 30

Cosmologia: de Einstein à aceleração cósmica

sem resumo...

Por Jailson Souza de Alcaniz

16 : 30 ~ 17 : 10

Os testes cosmológicos da Relatividade Geral

As medidas feitas em Sobral em 1919 constitu ́ıram o primeiro teste da Relatividade Geral (RG) usando fenômenos que ocorrem em escalas do Sistema Solar. Desde então, a RG tem sido testada em várias escalas, desde as locais até as cosmológicas. Se por um lado os testes locais confirmam que a RG deve ser a correta teoria clássica da Gravitação, por outro as observações cosmológicas - usando relação distância-luminosidade, radiação cosmica de fundo, formação de estruturas em grandes escalas - apontam para importantes anomalias. Estas anomalias podem ser resolvidas mantendo a RG como a teoria gravitacional mas ao preço de introduzir componentes exóticas no conteúdo de matéria e energia do universo. Vamos revisar estes problemas, assim como algumas propostas para resolvêlos.

Por Júlio César Fabris

17 : 10 ~ 17 : 50

Propagação da luz em um campo gravitacional: aspectos históricos e resultados recentes

Em 2019 celebramos cem anos da comprovação experimental da Teoria da Relatividade Geral (TRG), realizada principalmente com medições das placas fotográficas obtidas em Sobral (CE), Brasil, durante o eclipse solar total de 29 de maio de 1919. Na primeira parte da palestra, apresento os fatos históricos relacionados a este acontecimento, que se tornou uma das mais famosas e importantes verificações experimentais da História da Ciência. O fenômeno físico subjacente ao primeiro teste experimental da TRG consiste essencialmente no espalhamento da radiação eletromagnética pelo campo gravitacional do Sol. Pesquisas envolvendo espalhamento são freqüentes em Física. Como exemplo clássico, temos a investigação do núcleo atômico por Ernest Rutherford. Também no contexto da física dos buracos negros, estudos de espalhamento e absorção desempenham um papel de destaque. Os buracos negros podem, em princípio, ser indiretamente identificados pelas características da radiação que é espalhada por eles. Essas características dependem da relação entre o tamanho do horizonte de eventos do buraco negro e o comprimento de onda da radiação incidente. Na segunda parte da palestra, apresento resultados recentes relacionados a investigações numéricas detalhadas da absorção e espalhamento de ondas gravitacionais, eletromagnéticas e escalares por diferentes tipos de buracos negros.

Por Luís Carlos Bassalo Crispino

17 : 50 ~ 19 : 30

Objetos Compactos em Relatividade Geral

Inicialmente é feita uma breve revisão dos principais resultados da teoria da relatividade geral sobre objetos compactos, em comparação com a gravitação newtoniana. Os principais aspectos da solução interior de Schwarzschild são apresentados e comentados. Nosso interesse principal é nos limites extremos de compacticidade permitidos pela teoria, em se tratando de soluções de equilíbrio. Em casos específicos, tais limites extremos foram determinados por Buchdhal (1959) e Andréasson (2009), os quais são expressos em termos da razão massa/raio do objeto. Em seguida apresentam-se alguns modelos simples de objetos compactos com distribuições de matéria que que saturam os limites de Buchdahl e Andréasson. Mostram-se também modelos que ultrapassam esses limites, situações em que surgem objetos do tipo buracos negros regulares, i.e., buracos negros que nâo apresentam uma singularidade interior. Para finalizar, estuda-se a estabilidade de alguns modelos de interesse. Encontra-se que existem soluções estáveis frente a perturbações de diferentes características.

Por Vilson Tonin Zanchin

19 : 30 ~ 20 : 00

MESA REDONDA


PALESTRANTES

PALESTRANTES

27 Maio 2019, Sobral - CE

Martin Makler

Palestrante

Júlio César Fabris

Palestrante

Riccardo Sturani

Palestrante

Jailson Souza de Alcaniz

Palestrante

Luís Carlos Bassalo Crispino

Palestrante

Hermano Endlich Schneider Velten

Palestrante

José Antônio de Freitas Pacheco

Palestrante

Nelson Pinto Neto

Palestrante

Daniel Augusto Turolla Vanzella

Palestrante

Santiago Esteban Perez Bergliaffa

Palestrante

Vilson Tonin Zanchin

Palestrante



Programação sujeita a alterações sem aviso prévio.*
Hora Atividade
8:00h – 8:20h Credenciamento
8:20h - 9:00h Palestra de abertura- Nelson Pinto Neto (CBPF) Einstein e o universo dinâmico.
9:00h – 9:40h Palestra de Santiago Esteban Perez Bergliaffa (UERJ) A primeira imagem de um buraco negro: teoria e observação.
10:20h – 11:00h Palestra de José Antônio de Freitas Pacheco (Observatoire de la Cote d'Azur - Nice, - França) 50 anos de relatividade no IAG-USP e no OCA-Nice.
11:00h – 11:40h Palestra de Riccardo Sturani (UFRN) Astronomia das ondas gravitacionais: o amanhecer de uma nova ciência.
11:40h – 12:20h Palestra de Martin Makler (CBPF) Lentes gravitacionais: de Sobral aos tempos atuais.
12:20h – 14:30h ALMOÇO
14:30h – 15:10h Hermano Endlich Schneider Velten (Universidade Federal de Ouro Preto) O diagrama de Hubble de supernovas e quasares e a expansão acelerada do universo.
15:10h – 15:50h Daniel Augusto Turolla Vanzella (Universidade de São Paulo, Instituto de Física de São Carlos) Gravitação semi-clássica: em busca de pistas do que há além da Relatividade Geral.
15:50h – 16:30h Jailson Souza de Alcaniz (Observatório Nacional) Cosmologia: de Einstein à aceleração cósmica.
16:30h – 17:10h Júlio César Fabris (Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) Os testes cosmológicos da Relatividade Geral.
17:10h – 17:50h Luís Carlos Bassalo Crispino ( Universidade Federal do Pará (UFPA) Propagação da luz em um campo gravitacional: aspectos históricos e resultados recentes.
17:50h – 19:30h Vilson Tonin Zanchin (UFABC-SP) Objetos Compactos em Relatividade Geral.
19:30h – 20:00h MESA REDONDA


ONDE

LOCAL

CED - Centro de Educação a Distância - Sobral

VER NO MAPA
Endereço CED - SOBRAL

Centro de Educação a Distância (em frente ao IFCE campus Sobral)

Rua Iolanda P. C. Barreto, 317 - Jocely Dantas, Sobral - Ceará

Entrar em contato

Enviar uma mensagem

GALERIA

FOTOS DO ÚLTIMO Relatividade Geral

SEM FOTOS DO EVENTO :/
VER TODAS AS FOTOS
INFORMAÇÕES ADICIONAIS